A Primeira Mulher a Comandar a Organização Internacional do Café

A Primeira Mulher a Comandar a Organização Internacional do Café

“Sim, eu faço. Sim, eu posso. Sim, tem quem me reconheça”.

A frase foi dita pela mineira Vanusia Nogueira, segurando águas teimosas nos cantos dos olhos. A filha e neta de produtores e vendedores de café, que desde quinta-feira dia 10/2, é a nova diretora-executiva da OIC (Organização Internacional do Café), vai se tornar a primeira mulher no mundo a ocupar pelos próximos cinco anos a principal sala da 222 Gray’s Inn Road, em Londres, na Inglaterra, endereço da sede da entidade. Mas a frase, que serve perfeitamente a esse momento, não foi dita ontem e nem é uma auto referência.

Nogueira deu essa declaração em um dos 30 episódios que podem ser conferidos no Youtube, realizado pela BSCA (Brazil Specialty Coffee Association), ou Associação Brasileira de Cafés Especiais, com sede em Varginha (MG), para contar como é o processo da xícara ao grão, por meio de histórias de gente do setor. O vídeo publicado em 15 de dezembro do ano passado é, justamente, uma homenagem à Nogueira, que também é diretora da BSCA. Ela, que vai se mudar para a Inglaterra, se emociona ao relembrar como produtoras rurais, guerreiras do café, iniciaram suas jornadas em exposições e feiras para mostrar que produziam grãos de qualidade e que o reconhecimento era mais que um merecimento no vácuo: ele era o fruto de um árduo trabalho de posicionamento de mercado.

A nova diretora da OIC está há 20 anos no setor que representa um produto símbolo do Brasil e que tem o país como o maior produtor e exportador desse grão. No ano passado, o Brasil vendeu 40,37 milhões de sacas de 60 quilos para 122 países. Não por acaso, a Colômbia, que tem um dos mais famosos cafés do mundo, apoia o seu nome. No mundo, a OIC representa um grão com produção global de 168,9 milhões de sacas de 60 quilos na safra encerrada.

Além de diretora-executiva da BSCA e conselheira do CNC, Nogueira também faz parte da Rainforest Alliance, da Alliance for Coffee Excellence, e da SCA(Specialty Coffee Association). Ela é administradora e graduada em Tecnologia da Informação, tem MBA em gestão de marketing e em 2017 se tornou doutora em administração, negócios e marketing pela Fundação Getúlio Vargas/Universidade Nacional de Rosario. Na BSCA desde 2009, ela é a responsável pela realização do Cup of Excellence, o maior concurso de cafés especiais do mundo, criado no ano 2000.

Atualmente, o evento global conta com o apoio da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) e da ACE (Alliance for Coffee Excellence), entidade com sede em Portland, Oregon (EUA), e que representa cerca de 50 países produtores de cafés especiais. Além desse evento, há outros realizados pela entidade, como o Concurso Aroma BSCA, o BSCA Micro-Region Showcase, o 3 Corações Florada Premiada e o Nosso Café Yara.

Com o novo cargo, os desafios dessa liderança agora passam a ser internacionais. O mandato do atual diretor-executivo da OIC, o também brasileiro José Sette, termina no dia 30 de abril. Nogueira assume uma entidade que vem se modificando ao longo dos anos, por meio de convênios internacionais.

Fonte: www.forbes.com.br

Dani Mollo

/daniela.mollo.7
@danimollo