Em novembro tivemos o prazer de realizar, em parceria com a Corsage Joias, um evento no Shopping Cidade Jardim. Nesse evento, tínhamos como principal atração, apresentar um espumante nacional produzido 100% por mulheres, o Amitié.

Andreia Gentilini Milan, sommelier e Juciane Casagrande Doro, enóloga.

 

E a linha não tem só espumantes, consiste em outros rótulos: Amitié Moscatel, Brut e Rosé; Amitié Cuvée  Brut e Brut Rosé. O Amitié Cuvée Brut e o Brut Rosé são elaborados com o corte clássico das uvas Chardonnay e Pinot Noir.

 

Escolhemos esse nome (Amitié, amizade, em francês) pela nossa relação de anos no mundo do vinho, propiciando esse projeto único, é uma bebida para celebrar os bons momentos e encontros. São produtos joviais”,

 

observa Andreia, que trabalha há 12 anos como gestora e consultora de empresas e instituições do setor vitivinícola, ex-presidente e atual diretora da Associação Brasileira de Sommeliers, seção Rio Grande do Sul.

AMITIÉ é uma linha exclusiva de espumantes e vinhos premium.

A expertise das sócias resultou no projeto Vitis, onde em 2018 a inspiração deu vida a uma linha de espumantes desenhada para consumidores que buscam um produto versátil, fresco e frutado para celebrar seus momentos. Em 2020 Amitié dá um grande passo na sua trajetória e lança sua linha de vinhos. Rótulos versáteis e modernos que expressam frescor e jovialidade.

Produzidos na Serra Gaúcha, a Amitié foi desenvolvida para celebrar a amizade e os bons momentos.

AMITIÉ no francês é AMIZADE no português e traduz também o intuito da marca, ser o elo de celebração de bons momentos.

Amitié já conquistou algumas das principais premiações do mundo do vinho. O Amitié Cuveé Brut recebeu a melhor pontuação entre as vinícolas brasileiras no Decanter World Wine Awards 2019, o mais importante e influente concurso de vinhos do planeta. O Amitié Cuveé Brut ficou com 91 pontos, sendo avaliada por 219 degustadores de diversas partes do mundo.

A premiação da Revista Decanter, uma das principais publicações internacionais de vinhos, ocorreu em Londres, no Reino Unido, envolvendo 16.800 amostras do mundo inteiro, sendo mais de 50 do Brasil.

Também em terras londrinas, os espumantes Amitié receberam duas condecorações no 35º Wine Challenge. O Amitié Brut levou a medalha de Bronze, já o Moscatel recebeu uma recomendação. As bebidas
passaram pelo crivo de um júri internacional formado por 400 degustadores, de 38 países, que tiveram a importante tarefa de avaliar milhares de amostras vindas de 40 países.

Aí veio a Covid-19. A euforia virou ressaca quando as vendas de espumantes no Brasil desabaram 26%. Mas você pode pensar, mas todo mundo consumiu mais álcool! Verdade, porém espumantes remetem a comemoração e a situação não foi favorável a isso, tanto é que as vendas caíram.

Então era preciso reinventar o negócio que mal acabara de nascer. Foi o que a dupla fez. Enquanto o segmento perdia o gás, a Amitié cresceu 72% (dados do primeiro semestre). Até o final deste ano, a dupla espera vender 100 mil garrafas.

Parte desse volume virá da recém-lançada linha de vinhos tranquilos: o Blanc, o Rosé e o Red, elaborados para a Amitié pela centenária cooperativa São João, que reúne 400 famílias de produtores em Farroupinha (RS). Um detalhe chama a atenção nas garrafas: cada uma traz de brinde um marcador de taças, em seis cores. Um mimo tão criativo quanto útil em tempos de pandemia. Ele é fixado à mão, com cola quente, em uma cápsula plástica sobre o vidro. “Como nem todo mundo entenderia para que serve, foi preciso incluir também uma explicação sobre o gift”, afirmou Juciane.

Orgulho dessas mulheres, quebram preconceitos e fazem com maestria o que se propõem.

Fontes:

www.divinoguia.com.br
www.espumantesamitie.com.br
www.falandoemvinhos.wordpress.com
www.istoedinheiro.com.br