Havaianas lança seu primeiro modelo de Sneakers e cria o “ReCiclo” para gestão de resíduos

Havaianas lança seu primeiro modelo de Sneakers  e cria o “ReCiclo” para gestão de resíduos

De acordo com o site da Havaianas, esse tênis é uma celebração do andar leve – em todo lugar!

A nova linha se chama TNS, “nem o céu vai ser o seu limite.”

Essa coleção simplesmente traz os tênis mais confortáveis de todos. Tudo pra você andar leve, como se estivesse nas nuvens mesmo.

É liberdade em formato de tênis! E pode esquecer aquela velha história de calçado que aperta ou deixa os pés abafados.

A coleção TNS foi criada para trazer LEVEZA para sua vida e, claro, praticidade. Porque além de leve e flexível, ele é versátil e combina com QUALQUER ocasião e, óbvio, QUALQUER look.

Mas afinal, o que é TNS?
É o jeito mais Havaianas de lançar um TêNiS.
Tá No Som
Tá No Sol
Tá No Seu andar 
Andar leve, eu vou, sem me preocupar…

Com a parte superior respirável, feita de tela de algodão bem molinha, o TNS se ajusta perfeitamente aos pés para deixá-los frescos e arejados. É andar leve que fala? Ah, e importante: é um produto com pegada sustentável. TODOS os modelos possuem lona de algodão com certificado global de sustentabilidade.

Além disso, 65% do solado do TNS Roots, por exemplo, é feito com material de fontes renováveis, como óleos vegetais e até mesmo casca de arroz. Conforto para os pés e para a consciência. E as cores e estampas? Foram pensadas para ser o complemento perfeito para o melhor look de todos: o seu!

A Havaianas lança o seu primeiro tênis casual, uma produção com materiais sustentáveis.

Ao todo, são quatro linhas especiais: TNS Colors, TNS Mix, TNS Mix Print e TNS Roots. E, embora todos eles tenham mais de 50% de suas solas produzidas com materiais recicláveis, é a linha Roots que se destaca com mais de 65% da sola feita de fontes renováveis. “Ao todo, são quatro modelos que se desdobram em 13 versões diferentes, com variações de cores, estampas e materiais”, conta Fernanda  Romano, CMO do Grupo Alpargatas.

 
Produzido a partir de algodão, materiais reciclados e fontes renováveis – como casca de arroz e óleos vegetais -, o sneaker tem a estrutura superior em tela respirável e um solado de borracha flexível.


Em 2022, a marca que se transformou em ícone global da indústria da moda completa 60 anos, ostentando números impressionantes: 200 milhões de pares produzidos anualmente, mais de 150 mil pontos de venda no Brasil, exportações para mais de 80 países.
Fernanda Romano, CMO da Alpargatas (dona da Havaianas e também da Osklen), afirma que a sustentabilidade é hoje um dos pilares estratégicos da empresa, que vem apostando no fomento à economia circular.
“Nós já colocamos o suficiente sobre o planeta; se aprendêssemos a reciclar o plástico, o papel, o vidro e a borracha, seria muito bom. Por isso, estamos procurando uma forma de incorporar o produto pós-uso na fabricação de um produto novo. E não somos só nós. A indústria inteira está buscando fazer isso” 
Por produto pós-uso, entenda-se, claro, o seu chinelo usado. Em 2021, a Havaianas deu início ao ReCiclo, um programa de logística reversa desenvolvido em parceria com a startup Trashin, especializada em gestão de resíduos. 
O projeto espalha pontos de coleta em lojas da marca. Começou nas cinco unidades próprias, foi expandido para as franquias e já está em Portugal, Espanha, França, Itália e Grécia. Além de reduzir o impacto do descarte de Havaianas, o objetivo é desenvolver toda uma cadeia de produção que se beneficie desse negócio.

Foram colocadas urnas nas lojas, para onde as pessoas podem levar as Havaianas que não querem mais. 

Esse produto recolhido tem dois destinos. Aquele que foi descartado mas ainda pode ser usado é higienizado e chega a pessoas que ainda vão usá-lo. Já o produto sem condição de uso é desmontado, moído e o material vira matéria-prima de produtos como piso de academia e playground
E para terminar, no site da Havaianas eles dizem que você pode experimentar o novo lançamento sem sair de casa através de um provador virtual. Ficou curioso? Tente lá.

Fontes:
www.circolare.com.br
www.havaianas.com.br