.Apresentamos à vocês mais uma grande vitória da Trendy 4U, a nova colunista Daniella Dinis. Daniella irá comandar o canal SALUD!, espaço exclusivo onde vamos apresentar as principais novidades do setor de bebidas. Especialmente, vinhos!

Arquiteta de formação, a paixão pelos vinhos fez com que Daniella mergulhasse nos estudos deste universo tão fascinante. Então se tornou Sommelière formada pela ABS/SP, especialista em vinhos pelo WSET e em Enogastronomia pelo Senac-SP. Hoje presta consultoria ao Emporium Dinis.

Estudar vinhos é estar em aprendizado constante, em sintonia com um mercado dinâmico e cheio novidades a cada safra. Mas vinho não precisa ser complicado! O importante é apreciar tudo que uma garrafa tem a oferecer, e acredito que quanto mais conhecemos mais podemos apreciar. Por isso quero compartilhar com vocês notícias, estórias e tudo o que há de mais interessante no mundo do vinho. – Daniella Dinis

 

Boa leitura!

O Vinho e a Pandemia

Seu consumo de vinho aumentou na quarentena? Você não está sozinho! Pesquisas mostram que o consumo do brasileiro aumentou 72% no 2° semestre de 2020. Uma marca histórica! Para nós, sommeliers, é uma ótima notícia. Há muito vemos o consumo de vinho no Brasil não chegar nem a marca de 2L/ por habitante, uma média baixíssima quando comparada a outros países do mundo – o consumo per capta em Portugal é de 62/L por habitante (dados OIV- 2018). Mas será que estamos consumindo da forma correta, para nos beneficiar de tudo o que o vinho pode oferecer?

Não é de hoje que o vinho acompanha a humanidade em momentos difíceis. Documentos de 2.200 a.c. mostram que vinho já era utilizado como remédio no Egito Antigo. Na Grécia e em Roma era muito apreciado por matar bactérias, limpar feridas e aliviar a dor. Também foi um grande aliado da Europa nas Grandes Guerras, utilizado como antisséptico e fonte de coragem aos soldados.

E agora, com o isolamento, nada como uma tacinha de vinho após um dia cansativo de home office, crianças em home schooling, preocupações e incertezas. Álcool libera dopamina,  que nos deixa felizes e relaxados. E como precisamos desta sensação nos dias de hoje! Desde os anos 1980, estudos realizados por médicos afirmam que o risco de doenças cardiovasculares é menor em pessoas que consomem vinho e azeite. A casca da uva possui uma série de polifenóis, e são eles que dão ao vinho o poder anti-oxidante e propriedades anti-inflamatórias. Mas todos os estudos sempre frisam a MODERAÇÃO como chave para obter todos esses benefícios. Então beber uma garrafa inteira numa noite, nem pensar. Uma taça para mulheres e duas para homens é a dose recomendada pelos médicos– afinal, sabemos que álcool em exagero não é nada bom!

Claro que outras bebidas alcóolicas podem nos dar a mesma sensação de relaxamento e alegria, além dos benefícios cardiovasculares. Mas o vinho é, sem dúvida, o que melhor combina com comida.

Durante a quarentena passamos a fazer mais refeições em casa, e harmonizá-las com uma bela garrafa de vinho pode melhorar tanto a bebida quanto a comida. E, neste momento em que viajar ficou tão difícil, nada melhor do que deixar que uma garrafa de vinho nos leve ao seu local de origem- com toda a sua história, tradições e características únicas.

Muitas escolas de vinho e sommeliers têm oferecido degustações on-line, aonde se recebe doses porcionadas de vinho para degustar por zoom. Uma opção muito interessante para quem não gosta de beber sozinho, mas prefere ficar em casa. Outra solução para os que não querem exagerar no consumo e nem desperdiçar vinho, é utilizar o vacu vin – uma espécie de bomba que remove o ar da garrafa e faz com que o vinho dure aproximadamente 48hr após aberto.

Sou a favor de beber com qualidade e não quantidade. Isso não quer dizer beber vinhos caros. Mesmo um vinho simples merece toda a nossa atenção na hora de degustar- vale a pena empregar todos os nossos sentidos para analisar o conteúdo de nossas taças. O ritual de analisar o vinho em etapas, primeiro a visual, depois a olfativa e só então a gustativa, nos ajuda na sensação de calma e contemplação. Quanto prestamos atenção no que bebemos, conseguimos aproveitar todas as nuances de um vinho. E com a ajuda dele, passaremos por mais um momento difícil da nossa história –  felizes, com saúde e prontos para a próxima!

Fontes:

OIV –  www.oiv.int
Ideal Consulting- www.ideabi.com.br
Wine Folly – www.winefolly.com

Daniella Dinis
Sommelière

/daniella.w.dinis
@danielladinis