Mês passado, durante uma noite de semana, me encontrava em um pequeno restaurante em Seul. Quão pequeno? Um total de 5 cadeiras disponíveis em uma só mesma, ou melhor, balcão. Naquela noite éramos 4 clientes, uma cadeira vazia dividia 2 casais. O restaurante, cujas dimensões não superam as de uma cozinha americana, se escondia em meio a grandes prédios no badalado bairro Apgujeong. Foi tão difícil de encontrar o estabelecimento, que tivemos que ligar e pedir instruções, mesmo seguindo o GPS pelo celular. Ao localizar o restaurante, nos deparamos com a discreta entrada: uma porta em uma parede, ambas pretas, no meio do nada. Iluminada por uma lâmpada , ao lado da porta estava uma placa quadrada e, adivinhem, também preta. Na placa, o nome do restaurante: Sushi Reiwa. O que nos aguardava por trás daquela porta? Um jantar Omakase

Você sabe o que é Omakase? A tradução literal é “respeitosamente deixar outro decidir o que é melhor” em japonês, e refere-se a um jantar meticulosamente preparado com curadoria de um chef de sushi, (“escolha do chef”). 

Existem inúmeras razões que tornam o omakase uma experiência gastronómica superior ao nosso conhecido rodízio japonês brasileiro.

 

Uma refeição omakase durar várias horas, ou pode ser limitado a alguns pratos, como nosso jantar no Reiwa. Naquela noite, fomos servidos 19 pratos, incluindo diferentes tipos de peixes e outras iguarias.

Aqui na Coreia, omakase geralmente se refere a um jantar prolongado de sushi, idealmente comido no balcão de sushi, onde o chef prepara um pedaço de peixe de cada vez, anuncia seu nome e origem, responde suas perguntas. O destaque da experiência de jantar omakase gira em torno dos ingredientes sazonais e frescos, então você espera receber os frutos do mar mais perfeitos disponíveis naquela época do ano. Não existe menu definido, ele constantemente muda de acordo com os ingredientes disponíveis no dias da sua visita. Antes do jantar começar, o chef pergunta se há alguma restrição alimentar ou alergias. Á partir daí está tudo nas mãos do chef, literalmente “omakase”.

 Omakase é conhecido por ser mais caro, e aqui em Seoul não é exceção. Naquela noite, o preço foi US$ 100 por pessoa. Muitos restaurantes de sushi que servem omakase também têm assentos limitados e alta demanda, como no Reiwa e suas 5 cadeiras disponíveis.  Fazer uma reserva pode ser bastante difícil, por sorte, conseguimos reservar 2 lugares com apenas 1 dia de antecedência. Um jantar caro e difícil de se conseguir reserva, mas com toda certeza, posso afirmar que valeu a pena.

Recomendo a todos os fãs da culinária japonesa que experimentem um jantar omakase. A boa notícia é que você não precisa ir ao Japão, ou à Coreia, para desfrutar um omakase. Em São Paulo restaurantes como Pub Kei, Kan Suke, By Koji, Jun Sakamoto, Hamatyo, Shin-zushi, Aizome, Aya Japanese Cuisine, Jiro, e Kinoshita oferecem essa opção. Omakase é uma experiência gastronómica única e transcende todos os outros serviços de restaurante em termos de ambiente, comida e interação com o chef e o cliente. Minha experiência com o omakase foi certamente transformadora e garanto que também será para você.

Até o próximo texto, 안녕하세요.

Vittoria Ventura

Facebook
Instagram