Península de Maraú

Península de Maraú

Já contei sobre a Península em outras matérias mas, a cada vez mais encantada e vendo o potencial que tem a região, mas sempre tem muito assunto e tenho ficado abismada com o começo do boom de desenvolvimento e imobiliário de 2 anos pra cá

A origem do município foi uma aldeia de índios denominada “Mayrahú”, (cujo significado na língua indígena é: “Luz do Sol ao Amanhecer” descoberta em 1.705 pelos Frades Capuchinhos Italianos). A tribo indígena existente chamava-se “Mayra”. Não se sabe a época do seu desaparecimento e nem a que ramo pertencia.

Por ordem da Coroa, o bandeirante João Gonçalves da Costa, construiu uma estrada denominada “Estrada da Nação”. O movimento por essa estrada concorreu para o contrabando do “Quinto de Ouro”, o que deu origem à criação do Povoado dos Funis, local onde a estrada bifurcava em direção a Camamu e a Vila de Barra do Rio de Contas, hoje cidade de Itacaré.

O Município de Maraú está localizado em uma península, denominada Península de Maraú, zona na qual, foi implantada uma APA – Área de Proteção Ambiental, totalizando um perímetro de 212 km² em uma área de aproximadamente, 21.200 ha (vinte e um mil e duzentos hectares).

A maré baixa anuncia o início de mais um belo dia na Península de Maraú, um dos mais lindos destinos do Litoral Sul da Bahia. É hora de mergulhar nas piscinas naturais e aproveitar o visual paradisíaco da Praia de Taipu de Fora. A poucos quilômetros de lá, lanchas e barcos chegam a Barra Grande, onde o píer recebe viajantes em busca de sossego em meio a cenários esplêndidos naquele pedacinho da Costa do Dendê. A Bahia tem mesmo praias dignas de causar paixões e a Península de Maraú, junto com Barra Grande, é dessas paixões que viram casamento. Quem vai, sempre volta outra vez! Sendo assim, se está com viagem marcada para a região da Península de Maraú e Barra Grande, na Bahia, prepare-se para incluir mais um destino à sua lista de praias para toda a vida.

Praias incríveis, piscinas naturais, intensos coqueirais, longas faixas de areia desertas e um pôr do sol de emocionar. Tudo regado ao maravilhoso tempero de dendê baiano. A Península de Maraú, onde está a pequena vila de Barra Grande, é mesmo um destino espetacular e não faltará o que fazer por lá!

A Península de Maraú tem uma parte do litoral voltada para o oceano e outra para a Baía de Camamu. No lado oceânico, estão as praias que sofrem grande influência da maré e onde acontece o fenômeno das piscinas naturais (sempre na maré baixa). As mais famosas estão em Taipu de Fora, mas é possível ver piscinas também em outras praias, como na exuberante Praia de Algodões, que ainda pode ser considerada um paraíso escondido em meio às belezas de Maraú. Do lado da Baía de Camamu, o mar tranquilo é um convite a relaxar, especialmente ao entardecer, quando o sol se põe na água e dá espetáculo em lugares como a Praia da Ponta do Mutá e o Rio Carapitangui.

Além das lindas praias (que já são motivo suficiente para ir a Maraú e Barra Grande), quem visita a região pode praticar snorkeling nas piscinas naturais de Taipu de Fora; percorrer a Trilha das Bromélias de quadriciclo; fazer um passeio pelas ilhas da Baía de Camamu até a Cachoeira do Tremembé; tomar um banho no Rio Carapitangui; conhecer a Lagoa do Cassange; assistir ao pôr do sol na Ponta do Mutá; visitar o povoado de Taipu de Dentro e ainda curtir a vila de Barra Grande. E já que chegar à Península de Maraú não é muito fácil, aproveite para ficar o máximo possível por lá!

É difícil colocar em palavras o que é esse lugar, mas não é para qualquer um e só vindo pra descobrir.

Tenho infinitas dicas super customizadas para todos os meus amigos e conhecidos que vem pra cá.

Indico o que conheço e o que aprovei experimentando.

Espero vocês.

Fontes:
www.guia.melhoresdestinos.com.br
www.prefeitura.marau.ba.gov.br

Dani Mollo

/daniela.mollo.7
@danimollo