RECEITAS DE NATAL – RABANADA AO VINHO DO PORTO

RECEITAS DE NATAL – RABANADA AO VINHO DO PORTO

Chegamos a ultima matéria sobre as delicias do natal.

A ceia de Natal é o minha obra prima no ano, me dedico uma semana para desenvolver todos os pratos à minha família. Passei à vocês alguns dos meus pratos prediletos durante essas 3 semanas.

Poderia falar ainda muito mais sobre outras diversas receitas, tão especiais quanto: Farofa, Lombo, ou o Pavê de Chocotone.

Mas resolvi compartilhar os meus preferidos e hoje como última matéria de Natal, vou explicar sobre a melhor parte da Ceia, a sobremesa.

Em casa já é tradição as minhas Rabanadas ao vinho do Porto, todo Natal, preparo com muito carinho para os meus familiares essa receita que darei abaixo a vocês.

A origem real da rabanada é muito difícil de saber e o porquê ela se instaurou tão rápido como um prato típico do Natal.

Acha que por ser feita com pão amanhecido, é provável que tenha sido criada para reaproveitar os pães na época alias o Pão é considerado sagrado na religião cristã, dando mais veracidade a essa teoria.

Dizem também que esse prato é associado a Portugal. Os portugueses teriam trazido a tradição para o Brasil, então colônia. No entanto, é possível provar a iguaria em diversos países, como nos Estados Unidos, na Inglaterra, e na França.

Agora lá vai minha receita deliciosa:

Ingredientes:

– 1 baguete grande amanhecida (se puder, dê preferência ao pão próprio para rabanada)

– 1 litro de leite (de preferência integral)

– 4 latas de leite condensado

– 6 ovos batidos e peneirados

– 1,5 litros de óleo

– Açúcar para polvilhar

– Canela em pó para polvilhar

 

Para a calda:

– 200 ml de vinho do Porto

– 200 ml de água

– 1 xícara de chá de açúcar

– canela em pau.

 

Modo de Preparo:

Corte a baguete em fatias com 1,5 ou 2,0 cm de largura e espalhe em uma assadeira. Reserve.

Misture o leite com o leite condensado.

Regue as fatias de pão com essa mistura, e deixe-as escorrer sobre uma peneira.

Passe as fatias de pão umedecidas e escorridas pelos ovos batidos.

Frite em óleo abundante e bem quente. Deixe secar a gordura sobre papel toalha, e passe as rabanadas em canela e açúcar. Arrume-as em um prato e reserve.

Para preparar a calda, coloque o açúcar, a água e a canela em pau numa panela e leve ao fogo alto. Cozinhe até o ponto de fio fino. Acrescente o vinho do Porto, mexendo rapidamente, e cozinhe por mais 5 minutos em fogo baixo, sem parar de mexer.

Regue as rabanadas com a calda e leve à geladeira por 12 horas. Depois sirva.

Chef e amante do mundo