O burburinho na cidade na semana passada foi a inauguração do CJ Shops no bairro dos Jardins !! E todo lugar bacana e descolado tem que, obrigatoriamente, trazer um restaurante a altura.

O CJ Shops chegou aos Jardins com um projeto arquitetônico inédito e com a edição das melhores marcas nacionais e internacionais presentes no Shopping Cidade Jardim, ampliando ainda mais as opções de compras de uma região que já é referência em moda, tendência, gastronomia e estilo de vida e oferecendo o prazer de fazer compras com a segurança e a praticidade de um shopping.

O empreendimento é totalmente integrado ao Hotel Fasano e é contemplado com jardins e terraços a céu aberto e restaurantes com vista privilegiada.

E por falar em restaurantes, era óbvio que eu iria visitar o novíssimo francês Roi para conhecer e deixar minha impressão.

No comando da empreitada está o restaurateur carioca Leonardo Rezende, responsável no Rio pelo sucesso do grupo 14zero3, que reúne a Pici Trattoria, a Brasserie Mimolette, o L’Atelier Mimolette, o Posì Mozza & Mare e o Oia Cozinha Mediterrânea, grego de predicados que tive a oportunidade de conhecer. “Sabemos que não é possível reproduzir a Côte d’Azur já que estamos cercados de prédios, mas temos o Mediterrâneo francês no nosso cardápio”, diz.

Quando se juntaram para lançar o @roimediterranee, foi natural, e surgiu a ideia de criar um restaurante inspirado no destino. “Eu já queria montar uma casa francesa mediterrânea e, ao ver o espaço no CJ SHOPS, com a área toda aberta, entendi que aquele seria o lugar perfeito para realizar essa vontade”, conta Rezende. O menu do Roi – rei em francês – mescla pratos clássicos da gastronomia do país, como o steak tartare, a opções tipicamente mediterrâneas, como frutos do mar servidos inteiros. 

Rezende tem como sócio Lucas Albuquerque, empresário da moda com a marca Barthelemy e do ramo da bebida com a produtora Single Brands, responsável pela tônica premium Riverside. 

O restaurante tem um teto de vidro e ripas de madeira que filtram a luz num belo grafismo busca inspiração na região da Provence, voltada para o Mediterrâneo. 

A experiência no Roi vale muito a pena! Os garçons maravilhosos, atenciosos, cheios de informação sobre pratos e sugestões.

A capacidade permitida pelo governo de São Paulo está sendo cumprida a risca, por isso conseguir reserva por lá não está nada fácil. Por vários momentos, ao experimentar os pratos, tive a nítida percepção de estar no mediterrâneo, Capri, Sardegna, Portofino, Riviera Francesa. 

Ingredientes frescos, sabor e apresentação impecáveis.

O que TEM que ser pedido: a vieira e o carpaccio de peixe branco com trufa! DOS DEUSES !!! 

 

Outras delícias, que normalmente acabam nem sendo lembradas quando falamos de um restaurante, mas as saladas mediterrânea e a tradicional francesa niçoise estavam dignas de se comer de joelhos de tão lindas, bem temperadas, cheias de texturas e com ingredientes ultra frescos.

Os mexilhões e a lagosta com inteira grelhada com limão siciliano estavam perfeitos esse último veio acompanhado de um linguine ao pomodoro e bisque que me remeteu direto para a Europa.

Destaque enorme também para as fritas da casa, que, ao ler assim, parece uma simples batata frita, porém, é sequinha, fininha, trufada e impossível comer uma só.

Só tenho um porém, meu pedido, o filé Rossini, depois de tantas entradas incríveis não mereceu destaque, foi meu decepcionante.

Mas no conjunto da obra, o lugar veio para ficar ! Ambiente, atendimento, excelente localização vista incrível e comida que a primeira garfada nos leva para o mediterrâneo instantaneamente.