Existem endinheirados pelo mundo que, a partir de um determinado momento, não encontram nada pronto no mercado que os empolga para que possam ter vontade de comprar.

O grande desafio das marcas de luxo acaba sendo esse, se superar a cada dia e mostrar novidades para esse tipo de cliente.

Pois bem, a Rolls-Royce criou um departamento que é mais que um “tailor made” de outras marcas premium, que oferecem personalização exclusiva de seus carros.

Dentro do chamado coachbuilding, os designers são capazes de criar um modelo totalmente ao gosto do freguês, do desenho da carroceria a recursos fora da caixinha, que podem ir até onde a imaginação (e a verba) mandar.

Veja por exemplo essa customização de uma geladeira:

 É o que a Rolls-Royce chama de contraponto ao “luxo industrializado”.

Depois do exclusivíssimo Sweptail, de 2017, esta é a última criação do departamento: o Boat Tail. Como diz o nome, o veículo tem inspiração náutica e é praticamente um iate sobre rodas. 

O conversível feito sob encomenda levou anos para ser feito e tem inspiração em iates J-Class feitos no início do século XX. Desse modo, carrega itens que fazem alusão ao barco de luxo, como o para-choque e a cauda longa de madeira e aço inoxidável que remete à um deck.

Por dentro deste deck vem a grande engenhosidade do Boat Tail. Após a abertura mecânica em estilo borboleta, o proprietário tem acesso a um completo jogo de jantar. Assinadas pela marca, todas peças são feitas em cristal, porcelana e prata. A fim de gelar o champanhe, há um mini adega que resfria o Armand de Brignac à 6ºC, temperatura ideal para bebê-lo.


Para complementar o kit sofisticado de piquenique, o carro carrega mesas de coquetel que giram para fora da carroceria, assim como um guarda-sol que sai do centro do modelo.


Sob o longo capô, se esconde o motor V12 de 6,75 litros biturbo a gasolina. Nas versões regulares do Cullinan e Phantom, ele produz até 571 cv. Nas configurações Black Badge, contudo, a potência chega aos 608 cv.

Bom, toda essa customização tem um preço. No caso, acabou tornando o Boat Tail o carro novo mais caro do mundo: 20 milhões de libras, ou quase R$ 149 milhões apenas… Bye, bye, Bugatti La Voiture Noir que até então era o carro mais caro do mundo.

Somente três unidades serão feitas e, aparentemente, uma delas já tem garagem certa. Especulações da mídia internacional apontam o casal mais poderoso do showbiz como proprietários da primeira delas: Jay Z e Beyoncé. A dupla é frequentadora assídua da Côte D’Azur (França), onde costuma fazer piqueniques ao ar livre. E até a pintura azul do carro seria uma homenagem à filha deles, Blue Ivy. Quem pode, pode.

Fontes:

http://www.autoesporte.globo.com
http://www.jornaldocarro.estadao.com.br