A tireoide é uma glândula no nosso corpo responsável pela produção de dois hormônios importantes para a função endócrina no organismo: o T3 e o T4. A falta ou o excesso deles podem desencadear em alterações que afetam a saúde do corpo todo. E você sabia que existem alimentos que ajudam a regular a tireoide?  Segundo um estudo divulgado no periódico Journal of Medical Nutrition and Nutraceuticals, a alimentação pode sim estar ligada ao funcionamento da glândula. Isso porque a falta ou o excesso de nutrientes como iodo, selênio, ferro e zinco podem causar mudanças no metabolismo. A alimentação saudável e equilibrada é fundamental para regular a saúde da tireoide.

Para os hormônios T3 e T4 serem produzidos, alguns nutrientes possuem papel importante como cofator das vias fisiológicas, ou seja, a deficiência deles pode comprometer a síntese hormonal pela tireoide.

Conheça alimentos que ajudam a regular a tireoide
Veja exemplos ricos em nutrientes que colaboram para o funcionamento da glândula.

Sal iodado ou marinho
O iodo é o principal elemento que atua na produção de hormônios da tireoide, sendo essencial para essa função. O aporte endógeno do mineral pode ser por meio da utilização de sal iodado ou marinho na preparação de alimentos, por conter quantidades adequadas do micronutriente. “Contudo, é preciso ter cuidado com as doses utilizadas de sal, por conta dos malefícios que o seu excesso pode gerar no organismo”.

Castanha-do-pará
O selênio é um mineral que atua na produção de enzimas responsáveis pela síntese dos hormônios T3 e T4, na tireoide. A castanha-do-pará,  a oleaginosa mais rica em selênio encontrada, sendo importante seu consumo diariamente. “Cerca de 1 a 2 castanhas por dia já atendem a recomendação de selênio para adultos”, aponta.

Peixes e algas marinhas
São fontes naturais de iodo, por serem alimentos de origem marinha.

As algas possuem alta concentração do mineral e de outros nutrientes e fitoquímicos que também contribuem com a função tireoidiana. O ideal é incluir na rotina algas como wakame e spirulina, além de peixes como salmão e atum”

Abacate e sementes de chia e linhaça
Esses três alimentos são fontes vegetais de ômegas essenciais, como ômega 3.  Esse nutriente atua na manutenção da função tireoidiana e contribui para a produção regular dos hormônios T3 e T4.

 

Leite e derivados
Os derivados do leite também fornecem iodo em sua composição.  Os alimentos contendo esse mineral são incluídos na alimentação para modular a produção de hormônios tireoidianos, em busca de manter a ingestão adequada sem exagerar na adição de sal iodado.

Leave a comment

Send a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *