Como me tornei Diretor de Negócios Internacionais do Cruzeiro EC, time onde comecei minha carreira com 15 anos de idade?
É o único clube do Brasil que trabalha ativamente esse departamento.

Durante a quarentena eu e minha família estávamos planejando voltar a morar na Europa. Passamos quase que 4 meses planejando e pesquisando as alternativas de novamente deixar o Brasil.

Até que um dia eu conversei com Gustavo Caetano, CEO da Sambatech e outro dia com Rodrigo Moreira, CEO da Smartalk, membros do novo conselho de inovação do Cruzeiro EC.

O clube esta em gestão de crise. E grave. O atual presidente, Sérgio Santos Rodrigues, assumiu as dívidas deixadas pela gestão anterior que somam aproximadamente 1bilhão de reais, com processos na FIFA e nos tribunais brasileiros. E isso causou também o rebaixamento do time para a serie B do Campeonato Brasileiro. Resumindo, o cenário é assustador.
Um exemplo de dívida (números fictícios): a gestão anterior comprou um jogador por 15milhões de dólares, pagou 1milhão e disse: “depois eu pago o resto” deixando essa bucha para a atual gestão.
Estando na serie B tem menos dinheiro da TV, renegociações com patrocinadores devido a pandemia e ao rebaixamento, sem torcida nos estádios… tudo bem longe do glamour das vitorias e do títulos.

Rodrigo Moreira me convidou para uma reunião em BH para conversar com o presidente, entender o que estava acontecendo com o clube, como estava sendo a nova gestão e quais eram as diretrizes.
Falei sobre o que eu fiz nos últimos anos, o que aprendi, o que estudei, como trabalhei e sobre algumas ideias de como ajudar.

Então veio o convite para fazer parte da equipe do departamento internacional do clube, que tem como missão criar e desenvolver estratégias e identificar oportunidades parar gerar novas alianças digitais, técnicas e comerciais com clubes, agencias e empresas de todo o mundo.
Pouca coisa a ver com o futebol dentro de campo.

É um clube atolado em problemas e dívidas. A resposta mais fácil seria não.

Mas o futebol me ensinou que não se escolhe o desafio e sim ele te escolhe. O segredo é estar preparado para a oportunidade.

 

Na escola eu era sempre campeão na Olimpíada. Como goleiro de futsal fui até campeão brasileiro. E como jogador conquistei 25 títulos.
Tudo a base de muita, mas muita determinação.

E quem me preparou para eu ter uma carreira vencedora foi esse clube. Me senti no dever de voltar no momento mais complicado da historia e ajudar, contribuir, fazer acontecer.


Acordo as 5:10, treino cardio por 20 minutos, toma café, chego na Sede do clube as 6:30, e volto pra casa la pelas 20h.
É o que precisa ser feito para superar as dificuldades. Trabalhar, criar, desenvolver, executar. Ser determinado.
O Cruzeiro EC é o melhor clube brasileiro do século XX. Tem cerca de 10milhões de torcedores. Não merece estar nessa situação.
E todos trabalhamos muito para devolver ao clube estabilidade, equilíbrio e vitorias.

 

Juliano Belletti

@julianobelletti
/juliano.belletti.page