A curiosidade e paixão pela História da Moda e os grandes designers, são elementos que busco conhecer em minhas viagens. Pesquiso os museus e as exposições com acervos e criações dos estilistas, pois ampliam as narrativas visuais e estéticas para repertorio pessoal e profissional.

 

 

Na imagem acima, visita à exposição Vestindo o Tempo – 70 Anos de Moda Italiana, no Instituto Tomie Ohtake, que reuniu um acervo de 45 peças pertencentes aos colecionadores Enrico Quinto e Paolo Tinarelli.

A curadoria foi realizada pelo Professor João Braga com uma seleção de grandes nomes da Moda italiana e suas criações icônicas.

Faço um convite a vivenciarem uma experiência “ escapista”, na qual a união da beleza e história, levará à uma viagem “embarcando por Tours Virtuais dos principais Museus, serão passeios pela Moda e as criações dos grandes designers das Marcas de Luxo.   

 

SALVATORE FERRAGAMO   

A Salvatore Ferragamo, marca italiana construiu uma experiência digital em que viabiliza uma imersão virtual em sua exposição Sustainable Thinking, começando pelo tour no Museo Salvatore Ferragamo em Florença e, as compras poderão ser feitas na sua boutique em Roma. 

 A visita  Museu Salvatore Ferragamo, permite conhecermos as obras desenvolvidas ao longo da carreira do estilista, como a plataforma Rainbow criada especialmente para Judy Garland em 1938 e a Exposição Sustainable Thinking, ficará até o dia 16 de janeiro de 2021, que reúne obras da grife feitas com material reciclado e técnicas ecologicamente corretas.

Para visita virtual ao museu o acesso acontece pelo site oficial da marca, disponível em italiano e inglês, clique aqui.

 

CRISTOBAL BALENCIAGA

O designer espanhol Cristobal Balenciaga, inspirava-se em sua terra Natal para criar as coleções de sucesso sendo caracterizadas por cores como o vermelho intenso e o azul-turquesa, além de criar modelos com bustos volumosos. 

A capacidade inovadora para harmonizar proporção e medida e a visão sensível para valorizar o corpo feminino consagrou-o como um dos designers mais influentes dos tempos.As criações dos modelos saias balão (1953) e o vestido baby- doll  (1958) foram conceitos da sua linha “ tonneau”.


Foto Divulgação

O Museu Cristobal Balenciaga disponibiliza o Tour Virtual da   Exposição Cristobal Balenciaga: The Experience of Luxury Cristobal Balenciaga. 

           

PIERRE BALMAIN

O Designer foi um dos grandes nomes ícones da moda francesa, alcançando sucesso em 1952 quando lançou uma série Jolie Madame (mulher bonita) que destacava a imagem da mulher parisiense com estética sofisticada e estruturada, busto levemente delineado, cintura fina e saia ampla, além de corte impecável e linhas requintadas.

Os vestidos de alta- costura e a sua linha prêt-à-porter conquistaram as  celebridades e figuras reais, como a rainha da Tailândia (Sirikit), Ava Gardner,M Marlene Dietrich, Sophia Loren, Katherine Hepburn, entre outras famosas

 Foto Divulgação

O “Queen Sirikit Museum of Textiles” organizou a “Fit For A Queen“, uma exposição com foco na relação profissional de 22 anos entre Sua Majestade e o estilista francês Pierre Balmain.  

A exposição oferece aos visitantes a oportunidade para visualizar mais de 30 dos trajes elegantes diurnos, de gala e também os cocktail dresses da Rainha Siriki, sendo que em sua maioria nunca haviam sido expostos.  

 

CHRISTIAN DIOR & MET

O Estilista Francês revolucionou a Moda na década de 50, suas coleções icônicas composta por conjuntos de Casacos, Saias Plissadas e o Blazer Bar Bar foram suas contribuições para o New Look. A silhueta das saias rodadas, os tons elegantes de cinza -rosado ou azulado traduziam um estilo ladylike da Dior. 

O Met Museum de NY possui um acervo extenso das peças do Estilista disponível para acesso on-line.

 

RHODIA & MASP

O acervo de vestuário da Rhodia, com roupas criadas a partir da colaboração entre artistas e estilistas na década de 1960, reúne 79 peças, selecionadas por Pietro Maria Bardi (1900-1999), diretor-fundador do museu, e que foi doada em 1972 pela Rhodia. A indústria química francesa promovia seus fios sintéticos no Brasil por meio de desfiles-show, editoriais e coleções de moda, numa estratégia desenvolvida por Lívio Rangan (1933-1984), visionário gerente de publicidade da empresa.

A coleção MASP Rhodia é um acervo fundamental é uma fonte criativa em que podemos vislumbrar a colaboração entre arte, moda, design e indústria.

A linha do tempo presente e as inovações tecnológicas permitem que apuremos nossos olhares e sensações para prosseguirmos com os sonhos, desejos e partilha de conhecimentos, que nos inspirem à criarmos momentos especiais para a vida pessoal e profissional.

Considero a Moda uma expressão do comportamento das sociedades que abrange os pilares da Cultura e da Arte e que tem o papel de contribuir na mudança de visões para as novas gerações. 

Espero que planejem a próxima viagem por cada Museu e visitem os lugares que “agucem” suas  paixões e curiosidades.

Beijos,

Pati Britto
Consultora de imagem e moda.

Facebook:  @patibritto.consultoriadeimagememoda

Instagram: @patibritto_consultoriadeimagem