Bonjour!

O verão europeu chegou! Temperaturas entre 29 e 30 graus, pernas de fora, bares e restaurantes com mesas nas ruas, havaianas desfilando nas vielas, todo mundo com o rosto corado, cabelos mais claros, sorrisos nos rostos, mas falta algo. As ruas estão sentindo falta dos americanos, latinos, japoneses, chineses, coreanos e os demais turistas que tanto fazem parte da paisagem da Borgonha.

Esse novo cenário não é uma surpresa, todos já esperavam por uma baixa de “turistas estrangeiros além-mar”. A Borgonha vive do vinho e dos turistas que vêm aqui justamente pelos nossos vinhos, pela estilo de vida borgonhês que tanto agrada, a vida boêmia à base de Pinot Noir e Chardonnay, Grand Cru e Premier Cru para todos os lados, e no momento estamos tendo os turistas das regiões vizinhas, como Paris, e alguns suíços e holandeses endinheirados que vieram desfilar com seus Porsches, Lamborghinis, Ferraris para justamente aproveitar os preços mais baixos dos vinhos nas dezenas de lojas e vinícolas que estão fazendo promoções. Para quem pode fazer investimentos em vinhos, o momento certo é agora! Eu mesma já intermediei algumas compras de vinhos para brasileiros, que agora estão somente aguardando a fronteira abrir para poderem vir para a Borgonha e buscar suas caixas de vinhos que estão guardadas em minha adega subterrânea particular. Se você se interessou e quiser mais detalhes é só entrar em contato comigo ou com as meninas da Trendy.

Outro ponto que surpreendeu é: a falta de carros para alugar durante as férias. Como as locadoras não estão/estavam esperando muitos turistas eles reduziram a frota de carros em todas as cidades, mas especialmente nas cidades do litoral e na ilha de Córsega. Ou seja, quem alugou, alugou e pagou caro. Muito caro. Nos outros anos o valor de 5 dias de aluguel de um carro como Clio ou Twingo na ilha de Córsega custava 100 euros e esse ano, até a semana passada, os mesmos modelos disponíveis custavam 250 euros pelo mesmo período. E agora devido a frota reduzida não há mais nenhum carro disponível em toda a ilha. Só para vocês entenderem a ilha de Córsega e o sul da França na região de Saint-Tropez são os redutos dos Borgonheses entre os meses de julho e agosto. E eu estarei lá. E sem carro.

Quem sabe eu não arranjo carona com as pessoas locais ou com os borgonheses que estarão por lá. Mas uma coisa é certa, vamos nos divertir, celebrar a vida e ao amor! Tudo com muito vinho! E vejo vocês após as minhas férias!

Eu sou a Juliana Lins Cruz dona e criadora da empresa e marca Vem Pra Borgonha. Promovo experiências guiadas eno-gastronômicas e culturais na Borgonha e trago um pouco do meu estilo de vida para vocês!  Sigam minhas redes sociais @vempraborgonha e meu site com todos os detalhes www.vempraborgonha.com.br

Até a próxima,

Juliana Lins do Vem Pra Borgonha

Facebook
Instagram