A alimentação tem um papel fundamental na qualidade de vida. Muito mais que um ato biológico, a alimentação humana é um ato social e cultural.

Se por um lado existe uma variedade enorme de alimentos, por outro, seu consumo excessivo ou carência, pode provocar problemas de saúde. Somos o que comemos, digerimos e conseguimos absorver. O que você coloca em sua boca pode te nutrir ou te envenenar.

Dependendo do alimento que você ingere, ao invés de gerar energia e nutrientes benéficos para seu organismo, ele pode produzir toxinas. As toxinas podem provocar diversos sintomas e desencadear doenças por incompatibilidade alimentar.

Enxaquecas, dores articulares, inchaços, eczemas na pele, entre outros, e até mesmo o início de algumas doenças auto imune, podem estar relacionadas com esse aspecto.

 

Nas últimas décadas foram gastos cerca de 40 bilhões de dólares em pesquisas, na tentativa de se encontrar algum medicamento que pudesse ser eficaz no controle e na prevenção da Doença de Alzheimer.

Você sabia que uma em cada duas pessoas com 85 anos de idade vai ter Doença de Alzheimer? Ela começa 15 a 20 anos antes de se manifestar. O que se sabe é que ela é uma doença do “estilo de vida” ou seja, o que você escolhe para comer e beber, se você faz atividade física regularmente, tudo isso impacta de forma direta no aparecimento ou não da doença. As más escolhas levam o corpo a um quadro de inflamação silenciosa que pode afetar também o cérebro. Estar acima do peso, aumenta o risco de 13 tipos diferentes de câncer.

 

Tão importante quanto o que você come é o que você bebe. Cabe aqui destacar a importância da hidratação de dentro para fora.

 

Quando você bebe água, ocorre uma desintoxicação do organismo. Além de prevenir infecções urinárias a água auxilia o organismo no transporte dos nutrientes que o corpo precisa e também evita o ressecamento do intestino.

Você sabia que o intestino é nosso segundo cérebro. Por isso é vital mantê-lo em perfeito funcionamento. A serotonina, um neurotransmissor responsável pela sensação de bem estar tem 90% de sua produção feita nos intestinos. Ele produz também 80% do potencial de imunidade do corpo humano.

A falta de água pode causar fraqueza, tontura, dor de cabeça, fadiga e se for muito prolongada, pode levar à morte. O corpo humano pode sobreviver até 50 dias sem alimentos porém não resiste a mais de 3 dias sem água.

Você é o que você come!  Além da saúde você pode extrair benefícios específicos dos alimentos e da nutrição. É o meu caso que adotei uma dieta esportiva que me proporciona potência e ganho de massa magra (músculos)…. mas isso é tema para outro artigo.

Até lá faça boas escolhas, estude, se possível consulte um nutricionista, e torne a alimentação sua aliada para que você possa viver mais e melhor.

 

Fontes de Pesquisa:

– Dr. Filippo Pedrinola – Endocrinologista
– Site UAI Saúde
– Site EExame.com – Ciência – 10/07/2013